D O R   C R Ô N I C A

Dor crônica

     A dor crônica é definida como qualquer estímulo doloroso que persiste por mais de 12 semanas e vai além da taxa de cura fisiológica “normal” do nosso tecido. Para entender a dor crônica, você deve entender como os sinais de dor são produzidos e transmitidos no corpo.

    Primeiro, você deve ter descarga de um receptor de órgão-alvo que viaja na forma de um sinal elétrico do corpo para a medula espinhal. Da medula espinhal, esse sinal é transmitido ao cérebro. O cérebro interpretará este sinal e determinará se é necessário ou benéfico para você sentir esse desconforto.

   Existem muitas técnicas diferentes que permitem o tratamento adequado da dor crônica e cada indivíduo responderá de forma diferente. 

Quem ajudamos

"Mais de 88% das pessoas que sofrem de dor crônica têm distúrbio de sono. E mais de 70% correm risco de morte devido doença cardiovascular."

Para que a dor crônica ocorra, pelo menos 1 dos 3 mecanismos deve ocorrer: 

1. Excesso de descarga dos órgãos terminais para a medula espinhal (muita entrada elétrica)

2. Uma diminuição no limiar normal da medula espinhal para provocar uma resposta.

3. Uma diminuição dos nossos opióides naturais do corpo (encefalinas, endorfinas) do cérebro para o corpo, levando a uma redução dos sinais de alívio da dor.

Centro de Controle e Prevenção de Doenças (EUA)

Entre em contato conosco para determinar como podemos ajudá-lo adequadamente.